Avenida Nossa Senhora do Sabará, 4029 - Cidade Ademar, São Paulo/SP

QUEM SOMOS

 
Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC) entidade filantrópica, sem fins lucrativos, ligada à Congregação da Santa Catarina V. M. há mais de 100 anos radicada no Brasil, tem por finalidade prestar assistência nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social. É uma rede social a serviço da Vida e suas 34 Casas formam uma Obra Social de atuação na Assistência Social no mais amplo sentido, não apenas para atender as obrigações legais, mas principalmente para o acolhimento daqueles que utilizam os serviços de saúde, os colégios, as creches ou dos serviços e projetos voltados às pessoas em vulnerabilidade e risco social.

Sempre sensível às necessidades da população, aceitou, a partir de 1998, um novo desafio que foi a parceria com o Poder Público Municipal, colocando à disposição da mesmo sua reconhecida experiência nas áreas Administrativa e da Saúde, no desenvolvimento e implantação do Programa Saúde da Família – PSF.

É com este mesmo objetivo de trabalho, espírito de liderança e crença nos resultados, que a Associação atua no contrato de gestão firmado com a Secretaria Municipal de Saúde, como Organização Social de Saúde desde janeiro de 2008, responsabilizando-se pelo gerenciamento e operacionalização de serviços de saúde da Zona Sul, em São Paulo. Tal atuação tem proporcionado inúmeros benefícios para a região, não só no âmbito da saúde, mas também nas questões sociais e econômicas.

Atualmente, seu quadro de colaboradores é formado em sua maioria por moradores da região, contribuindo diretamente no aspecto socioeconômico, além do investimento continuado no desenvolvimento profissional desses colaboradores, por meio de ações de educação permanente.

A OS-Santa Catarina apoia o fortalecimento das estruturas existentes por meio do aprimoramento de seus processos e iniciativas inovadoras, as quais contribuíram para o desenvolvimento organizacional e melhoria de qualidade da assistência prestada ao paciente, impactando na rede assistencial de saúde nos seus diversos níveis de atenção à saúde, ressaltando a Atenção Básica, como a porta de entrada da população ao sistema de saúde, com ações de caráter individual, coletivo e preventivo.