Avenida Nossa Senhora do Sabará, 4029 - Cidade Ademar, São Paulo/SP

 

A febre amarela e a dengue são doenças infecciosas causadas por vírus tropicais, que são transmitidas por mosquitos. O aedes aegypti transmite a dengue e o Haemagogus transmite a febre amarela. Tanto a dengue quanto a febre amarela são doenças graves que estão atingindo com grande impacto a população brasileira.
A febre amarela e a dengue são doenças similares, o ponto em que as doenças se diferem é nos sintomas. A febre amarela apresenta sintomas de Dores de cabeça e no corpo, febre alta e os olhos e a pele podem ficar amarelados. Já a dengue causa febre baixa, dores de cabeça e no corpo, náuseas e no caso da dengue hemorrágica, sangramentos. As duas tem tratamento e apresentam riscos de morte.
Os mosquitos transmissores dessas doenças são muitos parecidos na aparência: o Haemagogus é coberto de escamas de tonalidade escura, que varia de verde-escuro a azul; já o Aedes aegypti tem as famosas listras brancas nas pernas.
Além da febre amarela e da dengue, existem outras doenças perigosas, transmitidas por mosquitos, como a zika vírus e chikungunya.

Vamos prevenir?

Para prevenir a picada, podemos:
• Use repelentes – eles têm substâncias que impedem a aproximação do mosquito, evitando a picada. Os repelentes podem ser industrializados ou naturais, mas tome cuidado com os repelentes naturais, já que sua duração e eficácia não são garantidas;
• Prefira roupas longas – as roupas servem como uma barreira para o mosquito, que só pica em regiões de pele exposta;
• Evite roupas coloridas e perfumes – os mosquitos são atraídos pelas cores e pelos perfume;
• Use telas e mosquiteiras – elas impedem a entrada de mosquitos.

Em relação aos criadouros dos mosquitos, podemos:
• Mantenha a caixa d’água sempre limpa e bem fechada;
• Nunca deixe a água da chuva acumulada sobre lajes e calhas, que devem ser limpas periodicamente;
• Guarde os pneus cobertos e sempre entregue os velhos para o serviço de limpeza; jamais os jogue nas ruas, rios ou em terrenos;
• Mantenha todos os utensílios que ficam com água parada, como garrafas, limpos e bem fechados ou guardados com a boca para baixo; lembre-se que até mesmo uma tampinha de garrafa com água, serve de berço para o mosquito;
• Limpe os ralos com frequência e jogue desinfetante para impedir que a água ali parada, se torne um criadouro;
• Troque sempre a água do bebedouro dos animais, lavando o recipiente com esponja e sabão;
• Coloque areia nos pratos dos vasos de plantas ou deixe de utilizar esses pratinhos;
• Sempre troque a água dos vasos de plantas aquáticas.